domingo, 6 de novembro de 2016

ARMAÇÃO DOS BÚZIOS - Liminar expedida para André Granado no período das Olimpíadas, em Plantão Judiciário, seguiu “rito” parecido com as Liminares denunciadas no “Fantástico”

Conforme denuncia do Programa Fantástico do dia 30 de novembro (domingo) sobre Liminares expedidas em plantões do TJ pelo Desembargador Siro Darlan como foi o caso do ex-vereador Jonas Gonçalves da Silva condenado por assassinato, formação de quadrilha e venda de armas há mais de 30 anos de prisão e outra dando direito político de registro a disputar o cargo de prefeito, há exatamente três dias anteriores ao dia do pleito  municipal daquela Cidade ao ex-prefeito José Luiz Antunes, mais conhecido como “Mandiocão” ,mesmo tendo contas condenadas pela Câmara de Vereadores. São casos que estão sobre “suspeição”  pelo próprio Tribunal de Justiça do RJ(TJ-RJ) e pelo Ministério Público  Estadual (MPE), conforme assegurou em entrevista a Procuradora Simone do Nascimento e Viviane Alves Henrique. O Procurador Geral do Estado já disse também em entrevista que entrou com uma representação contra o Desembargador Siro Darlan no TJ e outra no Conselho Nacional de Justiça.               
O Desembargador Flávio Marcelo de Azevedo Horta Fernandes em entrevista sobre o caso no mesmo programa exibido pelo Fantástico explica como exemplo que os plantões são para causas urgentes como um doente que não consegue uma vaga hospitalar, ou até referente a casos emergenciais sobre prisões, etc, o que não seria o caso da Liminar dada pelo Desembargador Siro Darlan.
                                                                                                                
A liminar de André Granado teve situação parecida com a exibida pelo Fantástico no ultimo domingo (30 de outubro), possivelmente será investigada.
imagem da internet
Em Búzios, o prefeito André Granado da Gama, condenado a sanção de suspensão dos direitos políticos em ação de improbidade administrativa por lesão ao Erário e por enriquecimento ilícito dado pela 1ª Instância da Comarca de Armação de Búzios pelo Juiz Marcello Villas e confirmado por órgão colegiado do TJ, além da devolução de R$ 2.022.189,44 e a multa de 100 vezes o valor do subsidio percebido pelo agente político na época, processo que gerou a negação do registro de candidatura, teve na tentativa de registro uma Liminar concedida no Recurso Especial de nº 0257838-50.2016.8.19.0001 dada pelo  Juiz plantonista Celso Silva em 07 de agosto de 2016 em pleno Domingo, durante os Jogos Olímpicos que aconteceram no Rio de Janeiro.


É uma observação que nos faz refletir sobre os motivos em que foi concedida uma liminar nesse período olímpico. 

FONTE: Dica do leitor

Um comentário:

  1. Interessante essas liminares quando as atenções estão voltadas para eventos importantes o em fim de semana quando o povo descansa.... mais tem outros que espreitam....

    ResponderExcluir