terça-feira, 18 de outubro de 2016

ARMAÇÃO DOS BÚZIOS - André Granado chama moradores de Búzios de “caloteiros”

Na manhã de segunda-feira, num programa de rádio da região, o prefeito de Búzios André Granado Nogueira da Gama tentou justificar o caos que tomou conta da Cidade logo após a sua eleição, que é o lixo acumulado há vários dias nas calçadas da Cidade por falta de recolhimento devido problemas de pagamento à empresa coletora, e que outra já estaria sendo contratada para normalizar o serviço. 

Mas o ponto alto da entrevista (conforme áudio abaixo) foi quando o atual prefeito alegou que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) o obrigou a aumentar o IPTU devido uma Reforma Tributária aprovada na Câmara de Búzios em 2009.

E colocou na conta dos opositores na última eleição uma “imaginável” campanha para as pessoas “não pagarem IPTU, porque caso alguns desses conseguissem a eleição, iria diminuir o valor do imposto, dai, o alto índice de 59% de inadimplência que já se apresentava em 2015” diz o prefeito: “o não pagamento do IPTU é uma cultura de Búzios”, acrescenta André dando a entender que o povo de Búzios é caloteiro.

AO SER PERGUNTADO SE HÁ PREVISÃO DE ACONTECER DEMISSÕES, o prefeito foi enfático: "SIM, NÓS VAMOS TER CORTES DE PESSOAL..." 

Um funcionário público que preferiu não se identificar com medo de represarias, disse que o “prefeito esqueceu que esse aumento poderia ser escalonado e completou dizendo que os funcionários públicos de Búzios teriam algo em torno de 11% de defasagem e nem escalonado o prefeito dá, que diria a totalidade como fez no IPTU”- disse


Nessa mesma entrevista o prefeito falou da importância do pagamento de impostos para que a Saúde e Educação, tida como pilares da administração, fossem melhoradas, fazendo um contra ponto no que a maioria da população acha.  Porém, INFORMAÇÕES AINDA NÃO CONFIRMADAS, dão conta que o Hospital Rodolfo Perissé será fechado para Emergência.

  video

3 comentários:

  1. Mais que o IPTU a Prefeitura de Armação dos Búzios deixa de arrecadar muitos milhões de reais, o que é uma pena, já que essa quantia seria muito útil para a Saúde, Educação e Segurança Pública que tanto precisamos, só em tirar da informalidade mais de 300 Meios de Hospedagem, que hoje não pagam sequer um real de imposto, duplicaríamos minimamente o faturamento da PMAB.

    ResponderExcluir
  2. Que preocupação hein? se chamou o povo de caloteiro... Devemos cobrar por segurança e limpeza;já que o nro de hotéis, pousadas e comércio em geral ultrapassa os 30% de imóveis de Búzios que pagam imposto. Esta cidade sobrevive de turismo,assim com certeza aumentaráa arrecadação e teremos mais dinheiro nos cofres publicos para saúde e afins.

    ResponderExcluir